• Nelson Moleiro

Monte d'Oiro Têmpera 2007


"É a têmpera que transforma o ferro humilde no nobre aço. E é a têmpera que molda o carácter ao Homem. Eis o TÊMPERA, um Tinta Roriz desenhado por José Bento dos Santos. Com têmpera. Com nobreza. Com carácter".

É assim que se apresenta este Monte d'Oiro Têmpera 2007 no contra-rótulo, um monocasta de Tinta Roriz desenvolvido no terroir da Quinta de Monte d'Oiro, região de Lisboa. E passados 10 anos atestamos a afinidade desta uva para o envelhecimento, e a daqui vamos ter uma de duas coisas, ou estes anos de espera paciente ditaram a altura certa para o consumo e apreciação em todo o seu esplendor, ou então já passámos esse ponto, tendo o vinho entrado em declínio! Nada melhor que abrir, testar e dizer de nossa justiça, certo ou errado, é a nossa opinião!

Está ainda muito vivo, conseguindo ainda ter uns bons anos pela frente! Com fruta vermelha bem madura, muito bem integrado na madeira, sem excessos, com um ligeiro toque baunilhado! Na boca prima pela elegância, com frescura, fino, de final longo e persistente onde há percepção de algumas especiarias! Na minha opinião um vinho muito bem afinado e que marca pontos nos gostos actuais do consumo mundial, batendo muitos Reserva e Gran Reserva espanhóis, que por vezes, para não dizer sempre, exageram na barrica. Queremos vinho não queremos roer carvalho!

Foi então um vinho que me surpreendeu e agradou, boa adaptação da Tinta Roriz à região de Alenquer, onde é notória a qualidade da uva presente, com enorme interesse e valor enológico, transmitindo a este Monte d'Oiro Têmpera 2007 aromas deliciosos e ainda com genica para durar mais uns anos! Elegância nobre.

Monte d'Oiro Têmpera 2007

Castas: Tinta Roriz

Região: Lisboa

Teor Alcoólico: 13,5% Vol

PVP: +/- 18€

#QuintadoMontedOiro #TintaRoriz #VinhosLisboa #VinhoTinto

© 2016-2020 Táscuela

 

Leiria, Portugal - tascuela@gmail.com

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle