• Nelson Moleiro

Quinta do Escudial Branco 2016


Estamos numa era em que os preços dos vinhos sobem na mesma medida que a sua qualidade. Vá agora a sério, a qualidade tem subido, mas o que acabo de dizer não é assim tão verdade. O preço do vinho na prateleira está a subir vertiginosamente, principalmente em determinadas regiões. E quando em alguns casos faz todo o sentido, a generalização e o aproveitamento por arrasto não me parece de todo justo, e o futuro tratará de me dar ou não razão. Não me parece de todo frutífero e direi mesmo ser contraproducente o caminho tomado pelo mercado.

Mas enquanto esta guerra vai lançada, ainda vamos encontrando pechinchas que nos enchem as medidas e que merecem entrar na cave às paletes. O recente Quinta do Escudial Branco, colheita de 2016, é um desses grandes exemplos, puro Dão no copo, a confirmar a região como o nosso ex-líbris em vinhos brancos. E falamos de um "vinheco" de gama base, que custará ali entre os 5 e os 6€.

Quinta do Escudial Branco 2016

Apresenta uma cor citrina limpa e translúcida. Tem um aroma e um nariz suave, bastante equilibrado, em que a fruta está bem envolta em algum vegetal e mineralidade granítica. É sempre de louvar não sentir a exacerbação da fruta madura, em calda, que aborrece e tipifica os vinhos no patamar de medianos. Na boca, apesar de ainda novo, já se apresenta bem equilibrado, com finura, boa acidez e preenchimento de boca, a conferir um final longo, salivante. Escudial é obrigatório em qualquer garrafeira de um bom apreciador de vinhos portugueses.

Depois não digam que não avisei!

Castas: Encruzado (45%), Barcelo (25%), Malvasia Fina (15%) e Rabo de Ovelha (15%)

Região: Dão

Teor Alcoólico: 13% Vol

PVP: +/- 6€

#QuintadoEscudial #Dão #vinhobranco

© 2016-2020 Táscuela

 

Leiria, Portugal - tascuela@gmail.com

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle