• Nelson Moleiro

Rodeio Branco 2006


Sim é curto em todas as suas dimensões! Sim, perdeu frescura, acidez. Evoluiu e tornou-se mais pesado, mas porra é um vinheco de “lavrador” vendido por uma singela moeda de 2€, e que após 12 anos apresenta umas notas evolutivas muito interessantes, já ligeiramente oxidado, que em vez de se poder considerar um defeito, nesta escala diminuta, considero ser enriquecedor e diferenciador.

Como era de supor, já passou o seu auge e momento ideal de consumo, já com 12 anos, um vinho não projectado para perdurar uma eternidade na garrafa revela uma vez mais o poder e potencial desta região. Os vinhos mantêm a acidez, mineralidade e frescura mesmo com o avançar dos anos. Continuou excelente em prova no dia seguinte, o que ainda se torna mais surpreendente, pensei que iria servir para temperar os bifes. Ao invés disso, serviu para temperar o meu corpinho por dentro. Resta-me uma garrafa desta brincadeira para apreciar muito em breve.

Um aparte, o tinto é bem melhor! Dão rules!

Rodeio Branco 2006

Castas: Encruzado, Bical, Malvasia-Fina, Cerceal Branco

Região: Dão

Teor Alcoólico: 12% Vol

PVP: +/- 2,5€

#Dao #Rodeio #vinhobranco

© 2016-2020 Táscuela

 

Leiria, Portugal - tascuela@gmail.com

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle