• Nelson Moleiro

OmLet Tinto 2010


Ainda esta semana participei numa prova de grandes vinhos de França, tudo isso num registo de jantarada entre amigos. Nos tintos, o Yves Gangloff Cote Rotie Sereine Noire e Vincent Girardin Volnay 1er Cru Les Santenots. O Gangloff foi qualquer coisa de gigantesco, complexidade e qualidade ímpares, blend de Syrah e Viognier, uma jóia do Rhône. Também foi degustado um Pinot Noir de Burgundy, Volnay Les Santenots, um grande exemplar de Pinot, com carácter terroso, vibrante e intenso, com final elegante e longo a mostrar excelentes notas de fruta e algumas especiarias.

Mas venho falar de um vinho que bebi. Sim, bebi e não provei, OmLet Tinto 2010, uma das grandes referências Niepoort, um vinho feito em parceria com Telmo Rodriguez, produtor e enólogo espanhol muito conhecido. Depois de ter participado nesta prova Champions League de franceses sinto-me ligeiramente condicionado para exprimir palavras sobre o Omlet, mas vamos lá testar a coisa.

Nariz elegante com fruta contida, mineral, especiaria ligeira, bastante complexo, enigmático. Bom vegetal em boca, sem sobreposição da fruta, que é de grande qualidade, ou seja, pouco extraído na minha percepção. Temos a fruta vermelha, silvestre, num perfil sedoso, elegante em boca, com taninos finos bem presentes, ligeiras especiarias na sensação transmitida pelo retronasal. Vai durar alguns anos em garrafa, e aos meus olhos, ainda em linha crescente. O corpo médio, a secura, com a mineralidade e o tanino fino a envolver todo o palato tornam-no salivante, óptimo para a comida e convida a continuar a beber. Este Douro, na minha opinião pessoal, e no terroir que se insere, roça a perfeição. Mais uma obra prima os Projectos Niepoort. Poderei dizer que gosto mais deste OmLet do que o Batuta. É um grandíssimo vinho para ser devidamente apreciado e acompanhado à mesa por exemplo por pratos de carne de alta qualidade. Ele é deliciosamente gastronómico, e estes taninos sedosos, finos e elegantes seduziram-me. Grande Douro. Mais uma obra prima os Projectos Niepoort. Poderei dizer que gosto mais deste OmLet do que o Batuta.

OmLet Tinto 2010

Castas: Touriga Franca,Tinta Roriz, Sousão, Alicante de Bouschet e outras

(diversas vinhas velhas com idade de 60 - 80 anos)

Região: Douro

Teor Alcoólico: 13,5% Vol

PVP: +/- 30€

#DirkNiepoort #Niepoort #VinhoTinto

© 2016-2020 Táscuela

 

Leiria, Portugal - tascuela@gmail.com

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle