• Nelson Moleiro

Cortezada Tinto 2016


Iniciar as provas evolutivamente, começando pelos vinhos fáceis, comerciais e standard, alguma xaropada pelo meio também. Depois, de seguida, segmentar um perfil vínico pessoal, sempre aberto a experiências e descobertas pelo meio. É este o trajecto habitual das pessoas que iniciam uma vida relacionada com os vinhos, os ditos enófilos. Nesse meu trajecto aferi as regiões predilectas a nível nacional, mas também comecei a procurar fora opções válidas que me possibilitem fazer comparações entre referências nacionais e os vinhos e regiões vinícolas do Velho Mundo, regiões essas de elevado reconhecimento qualitativo. Temos crescido muito em Portugal, grande avanço na qualidade dos nossos vinhos, mas muito disparate e circo comercial poderá estar a criar um grave problema futuro, e com isto digo o êxodo de compras de vinhos nacionais.

É nesse sentido que Espanha tem sido uma das minhas aventuras recentes, Galiza sobretudo, onde o Albarino é o principal culpado dessa pesquisa além fronteiras. Fedellos do Couto é um produtor que me seduz imenso pelo projecto e filosofia. Agricultura biodinâmica com práticas de viticultura e enologia minimalistas onde se procura explorar e potenciar o terroir e as características das uvas. Este Cortezada 2016, é um vinho monovarietal de Mencia, a nossa Jaen, obtido de vinhas com cerca de 15 anos, aproveitando a frescura atlântica na Galiza, mais precisamente na Ribeira Sacra. É um vinho que considero ter grande valor para o preço que apresenta, cerca de 14€, uma compra obrigatória na minha garrafeira. Boas uvas, bons solos, e uma dose de sorte, só podemos esperar bons vinhos, sem truques e trafulhices pelo meio.

Cortezada Tinto 2016

Um vinho que valoriza de imediato no nariz pela boa qualidade do fruto vermelho e silvestre fresco, limpo, a que se associa algum floral discreto, e que se volta a evidenciar em boca, num equilíbrio perfeito com a acidez e mineralidade, tornando-o extremamente fresco e gastronómico, de fácil apreciação, fluido, bebe-se copo atrás de copo.

Castas: 100% Mencia

Região: D.O. Ribeira Sacra, Galiza (Espanha)

Teor Alcoólico: 14% Vol

PVP: +/- 14,50€

A Ribeira Sacra tem permitido um grande conhecimento e crescimento pessoal no que toca a vinho, e Fedellos do Couto um produtor sério e cool que está bem presente no meu radar. A não perder de vista no futuro.

#vinhotinto #Galiza #RibeiraSacra #Mencia #FedellosdoCouto

© 2016-2020 Táscuela

 

Leiria, Portugal - tascuela@gmail.com

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle