• Nelson Moleiro

Quinta dos Carvalhais Encruzado 2007


Quinta dos Carvalhais é um marco e nome com história do Dão, actualmente pelas mãos da gigante Sogrape. Este encruzado já com 12 anos no pêlo, mostra-se um vinho marcado positivamente pela evolução, principalmente em boca. Boa acidez e volume, sem grande percepção de barrica nova, neste caso o processo evolutivo engrandeceu e deu maior harmonia na prova. Isto porque estes encruzados Quinta dos Carvalhais em novos são muito marcados pelo estágio em madeira. Os vinhos com os anos em garrafa envelhecem, prefiro o termo evolução, decorrendo reacções químicas que alteram as suas características organolépticas. No caso deste Quinta dos Carvalhais Encruzado 2007, consegue-se a meu ver, uma degustação mais aprazível bebendo-o agora do que em idade jovem. Um equilíbrio e harmonia mais condizentes com o meu gosto pessoal, motivo pelo qual opto por beber estas referências um pouco mais tarde.

Quinta dos Carvalhais Encruzado 2007

No nariz a evolução já é notória, marcando presença, com o lado vegetal a revelar-se. Em boca é gordo e volumoso com estrutura e competência para pratos mais exigentes, já com bastante complexidade, onde as notas baunilhadas da madeira nova deram lugar a tostados muito discretos, algum fruto seco e especiaria. A isto junta-se a fruta branca de caroço "madurona", a subtileza e nobreza da casta, formando-se um conjunto idílico, em que a acidez está bem viva, ainda crocante, forte mineralidade, profundidade e um prolongamento de boca distinto. Uma vez mais é Dão, é elegância, longevidade e identidade. #vikings

Castas: Encruzado

Região: Dão

Teor Alcoólico: 13,5% Vol

PVP: +/- 15€

#Dão #Encruzado #QuintadosCarvalhais #vinhobranco

© 2016-2020 Táscuela

 

Leiria, Portugal - tascuela@gmail.com

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle