• Nelson Moleiro

Vidonia Branco 2016


Depois de ter provado pela primeira vez há cerca de um ano o Vidonia 2015, voltei a beber este vinho, agora na colheita de 2016. Ao primeiro impacto denota-se um vinho menos profundo que a colheita de 2015, talvez com menos matéria, com alguma turbidez, mas ganha mais em elegância e prolongamento de boca. Fico com a sensação que a colheita anterior denotava mais maceração, e aqui procurou-se um perfil mais contido, mas mantendo-se salino e salivante. O nariz tem a marca insular indubitável, vulcânico presente, mas mais discreto e subtil, com alguma cinza e pólvora. Em boca, alguma austeridade e envolvência mineral a transmitir secura, com bastante frescura alicerçada pela salinidade e acidez genuínas. Continua com bastante complexidade e carácter enigmático, mas com um perfil mais "Continental" e que diria mais consensual, mas mantendo-se linear e afirmativo ao longo de toda a prova.

Se tiverem curiosidade, aqui fica o link referente à prova do Vidonia 2015.

Vidonia Branco 2016

Vidonia 2016 é feito exclusivamente de uvas Listán Blanco, vinhas centenárias em solos argilosos a 350 a 450 metros de altitude. Fermentação em barricas de carvalho usado de 500 litros, onde o vinho estagiou por um período de dez meses. Foram produzidas 5600 garrafas.

Castas: Listán Blanco

Região: Ilhas Canárias, Tenerife, Valle de la Orotava

Teor Alcoólico: 13% Vol

PVP: +/- 25€

#IlhasCanárias #Canárias #Espanha #SuertesdelMarqués #vinhobranco #Tenerife

© 2016-2020 Táscuela

 

Leiria, Portugal - tascuela@gmail.com

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle