• Nelson Moleiro

E quando ultrapassas a barreira dos 25€, continuas a beber Chenin Blanc ou pensas logo em Chardonnay


Este título vem a propósito de uma brincadeira num círculo de amigos. O universo enófilo para mim não reside, nem nunca poderá consistir, num débito de rótulos de vinhos mais ou menos exclusivos, deverá consistir sim na partilha e confluência de interesses de pessoas, que em alguns casos até se tornam amigos próximos. Não há nada melhor que tainadas, com muitos e variados vinhos de referência, e picanços entre nós, tudo com boa disposição e sentido de humor. No final, o vinho é o que menos importa, tratamento anti-stress e a verdadeira razão de tudo isto.

No meio e núcleo desta rebaldaria, um dos profetas exclamou em mais que uma ocasião a seguinte afirmação: "...por 25€ compro e bebo Chardonnay, não Chenin...". Não consigo ter esta assertividade nem esclarecimento, até porque, apesar de ir bebendo com regularidade, conheço muito pouco. Contudo, Chenin do Vale do Loire, e Chardonnay de Chablis, ainda que aqui alargo vastamente a área geográfica, estão nas minhas predilecções de vinhos brancos. Farto-me de massacrar este amigo por causa desta afirmação em moldes de dogma, gosto bem de gozar o prato, pego em tudo.

Dito tudo isto, o que acham vocês?

Trago aqui um grande exemplo, um Chenin acima de 25€ que dá na boca a muitos Chardonnay desse patamar de preço, François Chidaine Les Bournais 2014. Para mim é muito simples, obviamente existem mais referências qualitativas de Chardonnay quando subimos a fasquia de preço, mas não me digam que Chenin passa a segundo plano. Tragam-no que eu bebo, existem vinhos fenomenais.

François Chidaine Les Bournais 2014

Como não é dos vinhos mais secos deste produtor de Montlouis-Sur-Loire esperava mais sensação de açúcar residual e alguma evolução, mas ao invés surpreendeu-me pela frescura demonstrada, a acidez e mineralidade destes vinhos superam qualquer possível maleita do tempo. Apesar do vinho provir de vinhas jovens, menos de 20 anos, François Chidaine consegue oferecer uma referência cheia de carácter e com complexidade, alcançando todas as valências que um vinho deverá apresentar. Apresenta uma componente aromática muito interessante, notas de flores brancas, mescladas com fruta cítrica, e uma ligeira sensação de mel. A boca é verdadeiramente elegante, sedosa, com preenchimento, a permanecer bastante tempo em boca, em que a entropia de acidez e salinidade nos mostram diferentes camadas ao longo da prova. Este é um Chenin Blanc de patamar de excelência, que vale muito bem o dinheiro empregue nele, uma referência.

Castas: Chenin Blanc

Região: Montlouir-Sur-Loire, Vale do Loire

Teor Alcoólico: 13,5% Vol

PVP: +/- 29€

#França #CheninBlanc #Chardonnay #ValedoLoire #Chablis

© 2016-2020 Táscuela

 

Leiria, Portugal - tascuela@gmail.com

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle