• Nelson Moleiro

Fedellos do Couto Bastarda 2016


O vinho tinto é talvez o tipo de vinho em que sou mais exigente nos dias que correm. E isso deve-se ao facto de andar a beber muito mais vinhos brancos, logo quando é altura de beber tinto sou mais picuinhas, criterioso. Sem rodeios, tenho procurado vinhos com mais baixo teor alcoólico, com frescura e boa acidez, perfil de extracção e concentração moderados, que os tornem mais gastronómicos e de fácil beberico à mesa a par de uma boa refeição. Na época de Verão, quando o calor aperta, esse requisito torna-se então obrigatório. Falo de perfis como alguns Pinot Noir e Cabernet Franc franceses, alguns blends das Ihas Canárias (Bodegas Suertes del Marqués e Envinate), perfis de Mencía/Jaén na Galiza e Bierzo, entre outras possibilidades. 

Recentemente provei um monocasta Bastardo trazido por uma amigo, o Fugitivo Bastardo 2018 da Casa da Passarella, produtor centenário no Dão. Encontra-se ainda muito jovem, a precisar de tempo de garrafa para ganhar outra estrutura e dimensão, mostra-se nesta fase ainda muito directo. Contudo, insere-se no perfil que referi anteriormente, e que me fez impulsionar a ida à garrafeira pessoal em busca de um outro Bastardo, Fedellos do Couto Bastarda 2016. Este tinto da região da Ribeira Sacra, já com algum estágio de garrafa, pareceu-me estar num excelente espaço temporal para o bebericar.

É um vinho que pauta sem dúvida pela diferença, perfil discreto no aroma, muito delicado. Tem uma boa estrutura em boca, mostrando de um lado volume e presença, e do outro frescura, mineral, salino. Boas nuances de fruta vermelha fresca, a que se junta alguma sensação especiada de pimenta. Mostra também um lado vegetal muito rico e elegante, um toque de rusticidade que me seduz. É um vinho que ganha com o arejamento, convém abrir antecipadamente e decantar, onde cresce imenso e mostra o verdadeiro potencial da uva Bastardo de perfil mais natural. Julgo ser um vinho feito à imagem das gentes do antigamente, para beber, desfrutar, não para alinhar em modas.

Castas: Bastardo

Região: Ribeira Sacra (Sin D.O.), Galiza, Espanha

Teor Alcoólico: 12,5% Vol

PVP: +/- 27,50€

#FedellosdoCouto #Bastardo #VinhoTinto #Galiza #RibeiraSacra

© 2016-2020 Táscuela

 

Leiria, Portugal - tascuela@gmail.com

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle