• Nelson Moleiro

Albamar O Esteiro Espadeiro 2017


Albamar O Esteiro Espadeiro 2017
Albamar O Esteiro Espadeiro 2017

As Rías Baixas é uma região vinícola Galega mundialmente conhecida pelos seus vinhos brancos, onde se destaca obviamente o Albariño, daqui saem alguns dos melhores brancos da casta rainha. Os tintos ocupam uma fatia muito pequena, mas na última década têm vindo a ganhar destaque, em blends e a solo, com as uvas autóctones Caiño tinto, Espadeiro, Loureiro e Mencía.


Do que tenho provado e conhecido, os tintos de Xurxo Alba destacam-se aos meus olhos, as Bodegas Albamar fazem dos vinhos tintos que mais se diferenciam na Galiza. Monoscastas de Espadeiro não são muito frequentes, pelo que provei pela primeira vez o Albamar O Esteiro Espadeiro, na colheita de 2017.


Um nariz vinoso, com sensação perceptiva de pinhal e bosque, algum floral e resina, com presença de fruto vermelho maduro em segundo plano. Na boca corpo ligeiro, afinado, boa acidez e final de boca curto mas onde o sabor do fruto permanece na mucosa palatina, autêntico, salino e com uma pureza e fluidez que se destacam, pleno de frescura. É um exemplar muito elegante e fácil de beber pelo baixo teor de álcool presente, cerca de 11% vol de álcool, mas que retêm complexidade apesar da pouca estrutura e corpo. É tremendamente seco que lhe confere aptidão à mesa, pede comida, promove uma degustação muito alegre e remete-nos à tradição de vinhos mais primordiais dos antepassados, fiéis às origens e terroir.


Muitos diriam que se trataria de uma água-pé de elevadíssima categoria, não é para massas, nem para listas de destaques, é para apreciadores, daqueles que gostem de vinho.


Elaborado com 100% de Espadeiro de vinhas com mais de 100 anos espalhadas pelo Valle do Salnés e junto à foz do Rio Umía, um vinho de coupage. Solos de granito decomposto e areia e uma pequena quantidade de argila. As vinhas, muito próximas do Atlântico são fortemente influenciadas pelas brisas atlânticas.


Na fermentação usam-se os cachos inteiros e recorrendo somente a leveduras indígenas, estágio de 8 meses em barricas de carvalho francês antes de engarrafar, sem qualquer clarificação e filtragem.


Castas: Espadeiro


Região: Rías Baixas, Galiza


Teor Alcoólico: 11% Vol


PVP: +/- 28€



0 comentário

Posts recentes

Ver tudo