• Nelson Moleiro

Alberto Nanclares Albariño 2016


Alberto Nanclares Albariño 2016

A relação do ser humano com os vinhos é muito interessante. Temos factores objectivos ligados ao conhecimento e experiência pessoal, e outros subjectivos, ligados a sentimentalismos e condicionantes emocionais. Além de tudo isto, o momento em que bebemos um vinho dita uma experiência mais ou menos positiva, quer pela condição e estado do vinho naquele momento preciso, quer pela nossa predisposição em bebê-lo e apreciá-lo. Quantas vezes não provámos o mesmo vinho em momentos distintos no espaço temporal, e tivemos sensações algo dispares? É esta magia enigmática que apaixona nos vinhos e torna tão redutor o enófilo provador.


Aconteceu-me algo semelhante há dias quando abri um Nanclares Albariño da colheita de 2016. Tinha provado este vinho em meados do ano de 2018, gostei, achei interessante, bem feito e com a identidade regional das Rías Baixas bem presente. Contudo, não o achei superlativo naquele momento de prova, mas comprei para guardar. Hoje, dois anos corridos, a sensação altera-se, e dá-me a certeza que devemos dar tempo aos vinhos, beber com tempo de garrafa razoável confere algo superior a toda a experiência vínica.


Um vinho que em novo se mostrou tímido e muito linear, o tempo de garrafa trouxe-lhe mais matéria no nariz, aromas de citrinos, flores brancas, bastante fresco. Em boca está agora muito mais amplo, com mais presença, mantendo acidez e garra, com óptimo volume, salinidade, mineralidade. Tem um final de boca e persistência destacados, ligeira untuosidade, com grande equilíbrio e harmonia. Em excelente forma e num registo muito consensual, um dos bons albariños das Rías Baixas.


Castas: Albariño


Região: Rias Baixas, Galiza


Teor Alcoólico: 13% Vol


Preço: +/- 14,50€


#albarino #riasbaixas #galiza #albertonanclares



© 2016-2020 Táscuela

 

Leiria, Portugal - tascuela@gmail.com

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle