• Nelson Moleiro

MicroBio Verdejo 2017


MicroBio Verdejo 2017
MicroBio Verdejo 2017

Estamos perante um estilo Woodstock, wild and free. Bastante turbidez, a lembrar sidra pela ausência de filtração, um nariz vegetal e mineral com sensações de resina e aromas de fermentação a que se junta alguma redução (julgo eu). Num plano transversal, aroma de fruta também bem destacado, escolham o cabaz, eu aponto para as maçãs e pêras da sidra. Boca larga, com citrinos, salino, acre e bastante seco no final de boca, onde se elevam os apontamentos vegetais, ervas, mas não das de fumar.


É um vinho completamente diferente do mainstream, extremado, em que existirá sempre amor e ódio, Catarina Martins e André Ventura. Eu coloco-me como em tudo na vida, na moderação, acho engraçada a experiência, o consumo de um vinho destes ocasionalmente, entendo o vinho e o seu mercado, a satisfação que produz numa facção e o ódio que produz no conservadorismo, pois vai contra todas as regras enológicas by the book, um crítico especialista e formatado vai enumerar mil defeitos. Imaginava-me a beber isto em plena Primavera numa esplanada de Amsterdão a contemplar mais uma passagem de um OVNI, puro suco de uva que aprecio particularmente em boca e não tanto no nariz pela sua expressividade, e que no estilo me faz lembrar os Chenin de Thomas Batardiere ou Jean-Christophe Garnier no Loire.


Ismael Gozalo é dos produtores que mais, e bem, trabalha o Verdejo, em variadíssimas abordagens, a mais famosa talvez Ossian da sub-região de Rueda. Lançou um projecto pessoal, MicroBio, vinhas em Nieva, a sua terra natal na zona de Segovia, onde quis romper com a abordagem tradicional, o estilo potente e com estágios em madeira, e optar pela vertente orgânica, natural. Prefiro vinhos como o MicroBio e os seus pares, mais frescos, puros, sem marcação pela barrica.


O MicroBio 2017 foi elaborado por uvas 100% da casta Verdejo, de vinhas pré-filoxéricas, com fermentação e envelhecimento em tonéis velhos de 1050 litros por cerca de 10 meses, e após este tempo, ficou a repousar 5 meses em inox para limpar um pouco, pois como qualquer outro vinho do produtor, não é filtrado nem clarificado.


É um destaque pela diferença mas não é bem a minha onda.


Castas: Verdejo


Região: Rueda, Castilla y León


Teor Alcoólico: 13,5% Vol


PVP: +/- 21€



MicroBio Verdejo 2017


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo