• Nelson Moleiro

Nanclares y Prieto A Graña 2017


Nanclares y Prieto A Graña 2017

Quando encontramos um vinho completo, harmonioso, equilibrado e cheio, sente-se um género de satisfação única, um vinho que serviu o seu propósito, a simbiose perfeita com comida à mesa. Os bons alvarinhos, com fundo mineral, boa acidez e estrutura cativam-me quando atingem um patamar de elegância com algum tempo em garrafa. Um vinho elegante é, na minha visão, o culminar de todos os factores acima descritos, e sempre e obrigatoriamente com gastronomia adequada. Uma boa harmonização comida-vinho eleva a experiência do consumidor, e automaticamente a valorização do prato e do vinho.


O Nanclares A Graña 2017, é um vinho de parcela com fruta muito limpa, muito sério, límpido, tremendamente salino e profundo, uma certa austeridade, com acidez que lhe confere um poder de envelhecimento intrínseco e indubitável. Um dos albariños que gostei mais de beber recentemente, que reflecte a identidade Atlântica dos brancos do Val do Salnés. As uvas permanecem cerca de um ano sobre borras em barricas de de carvalho usado de 800 litros e tanques de inox de 200 litros, antes de o vinho ser engarrafado sem qualquer clarificação e filtração.


Alberto Nanclares e a sua esposa Silvia Prieto desde que iniciaram uma nova fase de suas vidas no cultivo da vinha e no fabrico de vinhos, evoluíram progressivamente para uma viticultura biodinâmica e vinificação de mínima intervenção, sempre com adição de doses muito baixas de sulfuroso nos seus vinhos. São hoje um dos produtores referência, dos mais apaixonantes das Rías Baixas, com vinhas situadas no terroir idílico de Cambados.


Castas: Albariño


Região: Rías Baixas


Teor Alcoólico: 12% Vol


PVP: +/- 25€


#Albariño #RíasBaixas #Cambados #Galiza




© 2016-2020 Táscuela

 

Leiria, Portugal - tascuela@gmail.com

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle