• Nelson Moleiro

Nanclares y Prieto Soverribas 2018


Nanclares y Prieto Soverribas 2018
Nanclares y Prieto Soverribas 2018

Não tenho provado albariños das Rías Baixas da colheita de 2018 como os Nanclares, é difícil suster a tentação de não os abrir, merecem descanso uma vez que o tempo de garrafa incute-lhes integração plena. Soverribas 2018, nariz muito rico e focado, limpo, em que os aromas cítricos, de fruta de caroço madura, mesclam na perfeição com a salinidade deste vinho. A boca permite colocar este vinho num patamar de excelência, preciso, amplo e salivante, sem arestas por limar, uma acidez generosa que cobre todo o palato em harmonia com a fruta q.b.


Um vinho enorme, estilo e perfil geniais, que a meu ver tem melhorado ano após ano, do melhor que nos é oferecido naquela região. Já tinha o Coccinella 2018 como um dos meus vinhos brancos marcantes, sem dúvida alguma que Alberto Nanclares e Sílvia Prieto estão a partir a loiça toda. Isto são vinhos para cave, gastronómicos e que colocam a uva alvarinho no patamar de casta rainha que bem merece, capaz de ombrear com vinhos brancos internacionais de regiões e castas com outros pergaminhos.


As uvas usadas no Soverribas são oriundas de uma parcela única com mais de 30 anos com orientação a oeste, Paraje Manzaniña. Os solos granito-argilosos aportam ao fruto bastante mineralidade e uma certa unicidade local que conjuga brilhantemente com a frescura e salinidade das brisas atlânticas. A fermentação decorre em tonéis de 2200 litros com cerca de 10 anos, onde repousa sobre as borras com bâttonage semanal por quase um ano. O vinho, engarrafado com o mínimo de sulfuroso, sem clarificação nem filtração.


Castas: Albariño


Região: Rías Baixas


Teor Alcoólico: 12,5% Vol


PVP: +/- 25€


Nanclares y Prieto Soverribas 2018


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo