• Nelson Moleiro

Nicolas Joly Les Vieux Clos 2007


Nicolas Joly Les Vieux Clos 2007
Nicolas Joly Les Vieux Clos 2007

Nicolas Joly é pioneiro no percurso do biológico e biodinâmico no Vale do Loire e em França, verdadeiro rock star que passados muitos anos ainda mantém consistência na produção de vinhos segundo a sua filosofia, alheio a modas e tendências. Abdicou de uma carreira financeira em Nova Iorque na J.P. Morgan e em 1977 regressou a casa e às propriedades familiares, onde converteu as vinhas com processos biodinâmicos e de baixa intervenção. Faz hoje o que visionou e alvejou produzir, grandes vinhos brancos de autor usando a uva Chenin Blanc em Savennières no Loire.


Nicolas Joly Les Vieux Clos AOC Savennières 2007


O Les Vieux Clos é o vinho de entrada de Joly, vinhas plantadas na década de 90 de baixo rendimento, as uvas são colhidas em bom estado de maturação, com presença de botrytis em algumas delas. Estas garrafas da colheita 2007, surgiram misteriosamente no mercado nacional nos finais de 2020, obtidas provavelmente mediante algum importador, leilão de falências, o que quer que seja, meramente especulativo. Das cinco garrafas que comprei, depois desta, já só restará uma, e uma curiosidade que é factual, é que há distinção entre garrafas, duas delas mais oxidadas, com mais peso e subtração de fulgor e acidez, outras duas muito mais harmoniosas, com oxidação de cor, mas tanto no aroma como na boca com boa acidez e alguma frescura, ligeira volátil, tensão e mineralidade aliados à untuosidade e corpo, fruta cítrica bem madura, com apontamentos terciários, ligeira doçura e mel. Um estilo único, robusto, untuoso e musculado, replecto de matéria.

Castas: Chenin Blanc


Região: Savennières, Loire


Teor Alcoólico: 15% Vol


PVP: +/- 40€ (colheitas actuais, 24€ preço de compra)


Nicolas Joly Les Vieux Clos 2007

Nicolas Joly Les Vieux Clos 2007

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo