• Nelson Moleiro

Quinta do Regueiro Rosé 2020


Quinta do Regueiro Rosé 2020
Quinta do Regueiro Rosé 2020

A Quinta do Regueiro tem vindo a cimentar o seu cunho qualitativo e distinto na região dos Vinhos Verdes, é o produtor que mais tenho acompanhado de perto, cliente habitual dos seus alvarinhos, Barricas e Primitivo, gostaria de conseguir ser mais do Jurássico, um dos grandes vinhos brancos portugueses.


Recentemente apareceu uma novidade no produtor, um rosé a tempo de ser lançado na época veraneante, o Quinta do Regueiro Rosé 2020. Mas engane-se quem pense que associar este vinho a Verão vem com conotação negativa, estamos na presença de um vinho sério, com espinha dorsal de um bom vinho branco. De cor salmão ligeira, evidência um ténue gás ao início no copo e na garrafa, que não incomoda, uma agulha que desaparece rapidamente com a oxigenação. Como é de esperar num rosé, nariz revela apontamentos de fruto vermelho fresco, mas não demasiado pronunciado, quanto baste, alguma frescura cítrica em segundo plano. Na boca tem muita garra, sobretudo suportada pela boa acidez, sensação mineral e que por me vezes me leva a remeter a um vinho branco, com bom volume e presença, de final seco e salivante.

Uma novidade que me agradou, que visa fazer um rosé apelativo para quem aprecia bom vinho à mesa com gastronomia da época veraneante, ao invés de uma sangria de refresco. O vinho é um blend de castas típicas da região, tintas mas também brancas, Vinhão, Alvarelhão, Alvarinho e Trajadura.

Castas: Vinhão, Alvarelhão, Alvarinho e Trajadura


Região: Vinhos Verdes


Teor Alcoólico: 12% Vol


PVP: +/- 9€


Quinta do Regueiro Rosé 2020

Quinta do Regueiro Rosé 2020


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo