• Nelson Moleiro

Sesenta e Nove Arrobas 2018


Sesenta e Nove Arrobas 2018
Sesenta e Nove Arrobas 2018

Tem um nariz com ligeira redução, muito cítrico com um fundo com algum vegetal, que por vezes também me lembra tonel velho, que acaba por ser estranho, uma vez que a fermentação ocorre em tanques de inox. Talvez algum aroma que as borras evidenciem que me faz associar a tonel na minha experiência pessoal organoléptica de prova. A boca é electrizante, muito salino, os apontamentos citrinos em destaque, de final longo e seco, com amplitude e largura no palato, muito salivante. Um grande albariño, oriundo do terroir certo, é isto.


100% Albariño, a partir de três parcelas, vinhas com 40 e 60 anos. Solos e areias graníticas decompostas, com pequenas proporções de argila. Vinificação segundo processos tradicionais e ancestrais em cubas de inox. Permaneceu sobre suas borras por cerca de 5 meses, sem bâttonage, sendo depois engarrafado sem clarificação ou filtragem. Este vinho é elaborado por Xurxo Alba das Bodegas Albamar numa colaboração com a Vinoteca Bagos.


Uma das expressões genuínas de albariño que mais gosto de Xurxo Alba.

Arroba: s.f. Antiga medida de capacidade de entre 11 e 16 litros (segundo a zona) usada na Galiza para líquidos fundamentalmente vinho.

1 arroba = 1 ola = 1 cântara = 1/2 canado = 4 canadas


69: número natural, inteiro, racional, ímpar e sexy. Número de arrobas de albariño que equivalem a 1000 litros no lugar de Castrelo, bisbarra do Salnés: 1 arroba = 14,5 litros.


Castas: Albariño


Região: Rías Baixas


Teor Alcoólico: 13% Vol


PVP: +/- 26€


Sesenta e Nove Arrobas 2018

Sesenta e Nove Arrobas 2018

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo