Connections Chenin Blanc 2015

11.04.2017

 

Chenin Blanc, o que vos diz este nome? Pouco ou nada não é? Até há pouco tempo também desconhecia por completo, não me dizia nada, e a primeira vez que ouvi falar foi numa prova de vinhos Ribafreixo, já aqui mencionada. Fiquei então a saber que se trata de uma casta de uva branca, muito famosa e reconhecida na produção de vinhos brancos secos na África do Sul. É originária de França onde supostamente é mais usada na elaboração de vinhos brancos com carácter adocicado.

 

Actualmente o único produtor em Portugal a produzir Chenin Blanc é a Ribafreixo Wines na Vidigueira, intrinsecamente ligado ao facto de um dos investidores e sócio do projecto, Mário Pinheiro, ter vivido grande parte da sua vida na África do Sul. A sua paixão e empreendedorismo fez trazer Chenin Blanc para o terroir e microclima da Vidigueira, e assim nasceu em 2012 o Connections Chenin Blanc, primeiro e único em território nacional.

 

A colheita de 2016 começou a ser comercializada neste mês de Abril, sendo que a de 2015, já esgotada no mercado, só agora tive o privilégio de experimentar. Uma experiência completamente diferente e às cegas, zero conhecimento do tipo de vinho a beber, mas muita expectativa na coisa!

 

E o que aqui temos?

 

É um vinho que diria possuir uma componente aromática "explosiva" e altamente sedutora logo ao primeiro impacto, muitos aromas cítricos, maçã, melão, fruta tropical como maracujá, é mandar vir a salada de frutas primaveril, nem me vou meter por esses caminhos. Possui além de tudo isto e para meu gáudio, uma componente mineral e floral a transmitir uma harmonia vencedora ao conjunto. Na boca, todo o conjunto de sabores acho mais subjectivos e dependentes da capacidade e experiência sensorial de cada um, mas repleto de acidez e frescura, um vinho que surpreende pela sua elegância e o seu potencial de polivalência gastronómica. Gostei do que bebi, e a meu ver esta casta originária do Vale de Loire, mas sediada fundamentalmente na África do Sul, conseguiu encontrar na zona da Vidigueira um óptimo terroir para explanar todas as suas potencialidades.

 

 

 

 

Estou ansioso por provar o Connections Chenin Blanc 2016, e enquanto esse momento nao chega vou-me deliciando com as garrafinhas da colheita de 2015 que ainda aqui tenho. Recomendo vivamente todos os curiosos a experimentarem este vinho único.

 

Inté!

 

Connections Chenin Blanc 2015

 

 

 

Castas: 100% Chenin Blanc

 

Teor Alcoólico: 12,5% Vol.

 

PVP: +/- 9€

 

 

Please reload

DICAS DE VINHOS BOA COMPRA!

#1 

Muxagat Os Xistos Altos Rabigato 2014

Douro (Branco)

 

#2

Primus 2015

Dão (Branco)

 

#3

Quinta da Pellada Estágio Prolongado 2011

Dão (Tinto)

#4

Dão A Centenária 2015

Dão (Tinto)

#5

Luís Pato Vinhas Velhas 2017

Beira Atlântico (Branco)

#6

Em Cru 2017

Dão (Branco)

#7

António Madeira Colheita 2016

Dão (Tinto)

#8

Argau Cuvée Bruto

Beira Atlântico (Espumante)

#9

Quinta da Serradinha Encruzado e Arinto 2016

Encostas d'Aire / Lisboa (Branco)

#10

Conciso 2014

Dão (Branco)

Actualizado em Junho de 2019

ARTIGOS RECENTES

Também vais gostar

04.11.2019

31.10.2019

Please reload

Please reload

© 2016-2019 Táscuela

 

Leiria, Portugal - tascuela@gmail.com

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle