Álvaro Castro Reserva Encruzado 2012

20.02.2019

 

São áureos os tempos que decorrem nesta banca tasqueira. O critério, perseverança, e esforço na guarda de alguns vinhos, tem permitido obter experiências fabulosas e enriquecedoras. Que se lixem os eventos e provas de vinhos novos em série, as feiras das vaidades e afins, no final de contas o que nos resta é uma boa garrafa de vinho à mesa e em boa companhia de preferência, experiências únicas de degustação. O prazer que se retira de uma garrafa de vinho, em especial das referências que se enviam para a cave para degustar mais tarde, é uma experiência multicultural e multidimensional complexa.

 

Há o aspecto mundano inerente à prova do vinho propriamente dito, mas existe também a componente histórica e cultural da origem do mesmo, e por fim a expectativa que detemos perante a prova e o prazer que advém desse mesmo momento. Um exercício de gestão expectativa/realidade. Quando se adquire o gosto pelos vinhos, tende-se a constituir uma garrafeira própria vasta, a aposta no envelhecimento positivo de certas referências, e a confirmação ou não desse feeling e pressuposto uns anos mais tarde. Os últimos meses têm sido fantásticos neste aspecto, e no que toca a este Álvaro de Castro Reserva Encruzado 2012, têm sido várias as garrafas que tenho virado. Atingiu um patamar evolutivo que considero para além do ponto de inflexão óptimo para consumo, mas para o meu cunho pessoal, mostra uma complexidade tremenda, um conjugar de nuances primárias da fruta madura, aliadas a notas secundárias do estágio e terciárias provenientes do envelhecimento em garrafa, tornando-o rico, guloso, e apaixonante.

 

Vai daí meus caros, é rapar e dar cabo de todas as garrafas que existem lá por casa. Não esquecer que na generalidade procuramos um conjunto que tende de ser harmonioso, e a acidez crocante está lá, a fornecer amplitude, dimensão e prolongamento de boca, a sustentar este grande Encruzado. E isto só se consegue com terroir, temos Dão carai! 

 

Álvaro Castro Reserva Encruzado 2012

 

Castas: Encruzado

 

Região: Dão

 

Teor Alcoólico: 13% Vol

 

PVP: +/- 13€

 

 

Please reload

DICAS DE VINHOS BOA COMPRA!

#1 

Muxagat Os Xistos Altos Rabigato 2014

Douro (Branco)

 

#2

Primus 2015

Dão (Branco)

 

#3

Quinta da Pellada Estágio Prolongado 2011

Dão (Tinto)

#4

Dão A Centenária 2015

Dão (Tinto)

#5

Luís Pato Vinhas Velhas 2017

Beira Atlântico (Branco)

#6

Em Cru 2017

Dão (Branco)

#7

António Madeira Colheita 2016

Dão (Tinto)

#8

Argau Cuvée Bruto

Beira Atlântico (Espumante)

#9

Quinta da Serradinha Encruzado e Arinto 2016

Encostas d'Aire / Lisboa (Branco)

#10

Conciso 2014

Dão (Branco)

Actualizado em Junho de 2019

ARTIGOS RECENTES

Também vais gostar

04.11.2019

31.10.2019

Please reload

Please reload

© 2016-2019 Táscuela

 

Leiria, Portugal - tascuela@gmail.com

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle