CAV Tinto 2008

31.10.2019

 

Meus caros, gostei muito, mas mesmo muito de beber este CAV 2008 da Casa Américo. Não porque tivesse sido dos vinhos grandiosos que nos deixam marcas indissociáveis, mas sim porque o bebi completamente descomprimido, sem pensar nele como produto a escrutinar. Enquanto o bebericava a garrafa foi vazando a olhos vistos, o que me fez relembrar que é isto que realmente importa, o prazer de apreciar uma boa garrafa de vinho à mesa, sem estarmos sempre com tiques de connoisseur, de craques!

 

O palavreado e olhar mais aborrecido sobre o vinho deixei para depois, acreditando na minha ainda razoável memória, e como diz o Sérgio Conceição, "estou-me a cagar para isso", o melhor já estava feito, o vinho no bucho. Nariz com fruto negro maduro em boa evidência, bem integrado, sem exageros, algum bosque e frescura de pinheiro, complexo. As sensações olfactivas iniciais, revividas pelo meu cérebro, a que associo a cera e vela e que até poderá ser complexidade positiva de micro-oxidação, diminuíram e desapareceram com o tempo de abertura, o vinho foi ganhando elegância com a oxigenação, afastando-se da sua rusticidade característica. O nariz evoluiu para aroma de algum fruto seco, e a boca a revelar ainda muito tanino fino presente, vegetal, seco, persistente, não marcado pela barrica.

Blend de castas com Rufete, Alfrocheiro, Jaen, Tinta Roriz e Touriga Nacional de uma vinha única a 600 metros de altitude, que reproduz fielmente a espinha dorsal da região, e que após 11 anos nos dá certeza e confirmação do potencial de envelhecimento deste vinho. Não será das referências que colocam a região no radar de massas, mas uma coisa é certa, produtores menos conhecidos esfregam-nos na cara que existe grande valor a preço moderado, e que conseguimos muito boas experiências com algumas garrafas no futuro.

 

Castas: Rufete, Alfrocheiro, Jaen, Tinta Roriz e Touriga Nacional

 

Região: Dão

 

Teor Alcoólico: 13,5% Vol

 

PVP: +/- 11€

 

 

 

 

Please reload

DICAS DE VINHOS BOA COMPRA!

#1 

Muxagat Os Xistos Altos Rabigato 2014

Douro (Branco)

 

#2

Primus 2015

Dão (Branco)

 

#3

Quinta da Pellada Estágio Prolongado 2011

Dão (Tinto)

#4

Dão A Centenária 2015

Dão (Tinto)

#5

Luís Pato Vinhas Velhas 2017

Beira Atlântico (Branco)

#6

Em Cru 2017

Dão (Branco)

#7

António Madeira Colheita 2016

Dão (Tinto)

#8

Argau Cuvée Bruto

Beira Atlântico (Espumante)

#9

Quinta da Serradinha Encruzado e Arinto 2016

Encostas d'Aire / Lisboa (Branco)

#10

Conciso 2014

Dão (Branco)

Actualizado em Junho de 2019

ARTIGOS RECENTES

Também vais gostar

04.11.2019

31.10.2019

Please reload

Please reload

© 2016-2019 Táscuela

 

Leiria, Portugal - tascuela@gmail.com

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle